Direitos Humanos

Dado Indicador

Índice de Gini. Brasil, Sudeste, Minas Gerais e Região Metropolitana de Belo Horizonte — 2001-2009

O índice de Gini (ou coeficiente de Gini) mede o grau de desigualdade existente na distribuição de renda dos indivíduos, segundo sua renda domiciliar per capita. Seu valor varia de zero, quando não há desigualdade (a renda de todos os indivíduos tem o mesmo valor), a um, quando a desigualdade é máxima (apenas um indivíduo detém toda a renda da sociedade e a renda de todos os demais é nula). Esse indicador faz parte do conjunto de metas do Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado — PMDI — 2011-2030. É largamente usado em estudos relacionados à distribuição de renda, bem-estar social, pobreza e desenvolvimento econômico, relevante, sobretudo, para monitoramento de resultados em políticas de redução de pobreza e desigualdades. O indicador é calculado para Minas Gerais como um todo e pode ser aplicado também para o país, grandes regiões, unidades da Federação e regiões metropolitanas.

Fonte: MINAS GERAIS. Escritório de Prioridades Estratégicas. Caderno de Indicadores 2012: Indicadores da gestão para a cidadania. Belo Horizonte, 2012, p. 19. Fonte primária: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística — IBGE — a partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de domicílios — PNAD. Fonte: MINAS GERAIS. Escritório de Prioridades Estratégicas. Caderno de Indicadores 2012: Indicadores da gestão para a cidadania. Belo Horizonte, 2012, p. 19. Fonte primária: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística — IBGE — a partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de domicílios — PNAD.
Atuação da Assembleia Legislativa de Minas Gerais
Eventos relacionados
25/05/2017 - 09:30

Reunião Conjunta - Comissões de Desenvolvimento Econômico e Administração Pública

Debater o não pagamento de alvarás judiciais pelo Banco do Brasil por falta de...

03/05/2017 - 09:30

Reunião Ordinária - Comissão de Direitos Humanos

debater a implantação do método Apac no Estado.

12/12/2016 - 14:30

Reunião Extraordinária - Comissão de Direitos Humanos

debater a situação atual dos repasses às Apacs, entre as quais a unidade de Timóteo.

Fiscalização
Requerimento 7898/2017

Requer seja realizada audiência pública no Município de Rio Doce para debater os problemas advindos das obras que estão sendo realizadas no município pela Samarco Mineração S.A. e Fundação Renova que...

Requerimento 7894/2017

Requer seja realizada audiência pública conjunta com a Comissão de Administração Pública para debater o não pagamento de alvarás judiciais pelo Banco do Brasil por falta de dinheiro no fundo de...